CUIDADOS COM A LINGERIE

Saiba como cuidar de sua lingerie. Siga as dicas abaixo e aumente a durabilidade de suas roupas íntimas.

Para lavar: sabão neutro e água morna

Evite colocar na máquina, o ideal é lavar as peças a mão e jamais misturar as coloridas com brancas. Utilize sabão neutro e certifique-se de que a calcinha foi muito bem lavada. Qualquer resíduo pode provocar o surgimento de doenças causadas por fungos e bactérias.

Já existe no mercado produtos especializados para lavar lingerie com fórmulas que não agridem os tecidos e tem o pH neutro. Adriana enfatiza que a maioria das peças contém elastano, e este tipo de fios é facilmente desgastada com o uso do sabão e de amaciantes.

A água usada na lavagem pode ser morna, mas deve estar numa temperatura que mais se aproxime da fria. “A água quente pode prejudicar as peças a longo prazo. Além disso, o calor também predispõe à formação de fungos”, afirma a estilista.

Se você costuma lavar na máquina, existem saquinhos especiais para colocar a lingerie sem espuma e ainda é possível encontrar em lojas de utensílios domésticos umas bolas plásticas rígidas, que servem para acomodar sutiãs espumados na lavadora. “Eles evitam o desgaste das peças ‘roçando’ na lavagem”, diz Adriana.

Calcinhas com manchas podem ser deixadas de molho com água e uma boa quantidade do sabão neutro ou específico para lavar lingeries. A estilista aconselha a lavar o mais rápido possível e não deixar de molho por mais de uma hora.

 

Para secar: longe do sol, mas em local arejado

Se você prefere lavar a lingerie durante o banho, é importante lembrar de colocar para secá-la em um local com bastante ventilação. “O banheiro, principalmente o box, não é suficientemente arejado para evitar fungos na hora de secar”, diz Adriana, que aconselha que a secagem deve ser longe do chuveiro.

No entanto, sempre à sombra. “O sol pode causar desgastes dos tecidos e esmaecer as cores”, afirma a estilista. As máquinas de secar também podem causar danos aos tecidos, principalmente aos atuais, que levam fios de elastano em sua composição.

Torcer, nem pensar! Isso pode deformar as peças, principalmente no caso de sutiãs espumados. É aconselhável tirar o excesso de água com uma leve torcidinha e, para agilizar, enrole a peça numa toalha e comprima. Os bojos em espuma também podem ser secos com a toalha, mas sem amassá-los.

Existem prendedores que também são mais indicados para a lingerie. “O cuidado seria para não deformar o tecido, rompendo o fio elastano e deixando à mostra aquelas pontinhas branquinhas que seriam este elastano”, aconselha Adriana. Passar as peças com ferro somente se elas forem feitas com 100% de algodão.

 

Para guardar com carinho

Como toda peça que vale ouro, as lingeries não fogem à regra e o ideal é ter uma gaveta só para elas. Procure separar por cores e estilos. Além disso, a estilista aconselha a usar um odorizador de calcinhas, para conservá-las cheirosas e impecáveis. Outra dica é colocar sachês perfumados na gaveta ou chumacinhos de algodão embebidos em perfume. Neste caso, apenas tome cuidado para não manchar as peças.

Sutiãs com bojo devem ser guardados abertos, de maneira que fiquem empilhados um por cima do outro, para ocupar menos espaço. “Nunca vire o bojo ao contrário, para dentro, porque corre o risco de danificar a espuma e perder o sutiã. É aconselhável ainda não colocar nada pesado sobre o sutiã”, enfatiza a estilista.

Lavar e guardar suas peças íntimas com carinho ajuda na preservação delas, afinal, ninguém quer sair por aí com lingeries malcuidadas, não é mesmo?

ENTENDA OS SIMBOLOS.

 

 

Pague com
  • Pagar.me
  • Depósito Bancário
Selos

Cristiane Lima Costa me - CNPJ: 24.054.205/0001-18 © Todos os direitos reservados. 2018